Circulação
Avaré, Arandu,
Águas de Santa Bárbara,
Cerqueira César,
Iaras, Itaí, Manduri,
Paranapanema,
Piraju e Óleo
Logo-Jornal a Comarca

28

Assinatura-Jornal a Comarca
Logo-Jornal a Comarca

Hoje é terça-feira , 11 de dezembro de 2018 - Avaré - SP

relogio

Marcelo Ortega fala da impugnação de sua candidatura a deputado federal

Da Redação

Esta semana o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), divulgou nota informando que os candidatos cujas prestações de contas foram impugnadas serão intimados e deverão prestar esclarecimentos. Em Avaré, dos cinco candidatos que disputaram as eleições gerais de outubro apenas Marcelo José Ortega, do Podemos, teve sua participação no pleito impugnada pela Justiça Eleitoral.

O advogado, jornalista e ex-vereador Marcelo Ortega disputou as eleições na condição de candidato a deputado federal, assim como a advogada Carla flores (MDB). Os demais candidatos locais foram: o atual vereador Alessandro Rios (PTB), que disputou a eleição como candidato a deputado estadual juntamente com o Subtenente PM Wilson (PSL) e do empresário Antônio Carlos Curiati (PP), filho do decano da Assembleia Legislativa de SP, Antônio Salim Curiati.

O registro de candidatura ao cargo de deputado federal do advogado avareense Marcelo Ortega sofreu impugnação devido à ausência de uma certidão de quitação eleitoral, documento exigido no ato do protocolo do pedido de registro para quem pretende concorrer a cargos eletivos.

O motivo, segundo Ortega, foi a falha na apresentação da prestação de contas da campanha eleitoral de 2016. “Documentos básicos não foram entregues à Justiça eleitoral que, embora tenha apreciado as contas e opinado pela desaprovação as julgou não prestadas após intimação dos prestadores para retificarem os erros e apresentarem documentos como extrato bancário e recibos eleitorais. As intimações não foram atendidas pelos prestadores de contas e com isso, documentos e justificativas não foram juntados no prazo”.

MARCELO FALOU À COMARCA – De acordo com Ortega, a ausência de recurso da sentença motivou o transito em julgado da sentença. “O advogado responsável pela prestação de contas foi intimado, mas não recorreu acreditando que era só reapresentar as contas que a omissão seria sanada. Foi um grande erro que gerou a ausência de quitação eleitoral e me trouxe esse prejuízo”, disse.

Marcelo Ortega não responde a nenhum processo, é ficha limpa e concorreu ao cargo de deputado federal nas eleições de 2018, na qual obteve cerca de 6 mil votos, porém, por conta da ausência da certidão de quitação eleitoral, seus votos ainda não foram contabilizados no sistema da Justiça Eleitoral.

O próprio Marcelo Ortega ingressou com uma ação com o objetivo de anular a sentença que julgou as contas da campanha de 2016 não prestadas. “Sou vítima de um erro banal, uma coisa simples, uma decisão que não foi recorrida”.

A ação declaratória de nulidade deverá ser julgada pelo Tribunal Regional Eleitoral nas próximas semanas e poderá restabelecer a certidão de quitação eleitoral. Apesar da impugnação a Justiça Eleitoral permitiu a candidatura de Marcelo Ortega e garantiu o direito de ser votado nas eleições.

26 nov 18
Voltar
Edição
Cadernão
Jornal A Comarca
Quer Falar com o Jornal A Comarca?

Endereço: Avenida Gilberto Filgueiras, 1402 - Avaré - SP
Cep: 18706-240

e-mail:
redacao@jornalacomarca.com.br
j.acomarca@terra.com.br
comercial@jornalacomarca.com.br

Telefones do Jornal A Comarca (14) 3733-2023 / 3733-2633

Desenvolvido por: Junqui Net