Circulação
Avaré, Arandu,
Águas de Santa Bárbara,
Cerqueira César,
Iaras, Itaí, Manduri,
Paranapanema,
Piraju e Óleo
Logo-Jornal a Comarca

28

Assinatura-Jornal a Comarca
Logo-Jornal a Comarca

Hoje é sábado , 17 de novembro de 2018 - Avaré - SP

relogio

“Tropa de Choque” de Jô Silvestre mira na imprensa e nas redes sociais

Da Redação

Tendo à frente um coronel reformado, o primeiro escalão de Jô Silvestre começou o ano batendo de frente com a imprensa e com as redes sociais. Ignorando os graves problemas da cidade, o vereador Coronel Morelli (líder do prefeito na Câmara), o secretário de Meio Ambiente Judésio Borges e o assessor da Secretaria de Meio Ambiente Reinaldo Caçapa estão preferindo entrar em disputas com os jornais da cidade e com internautas, ao invés de se dedicarem às funções de seus cargos.

Morelli, por exemplo, tentou desmentir reportagem do Jornal do Ogunhê que noticiou com exclusividade que o vereador estaria para assumir uma Secretaria, e que sua vaga na Câmara seria ocupada pelo seu suplente, Sadam.

Ele atacou diretamente a imprensa avareense, insinuando que os órgãos de comunicação da cidade não seriam sérios. Para ele, a imprensa da cidade seria uma “mídia marrom”.

Como vereador, Morelli é um dos membros da Câmara com o menor índice de produtividade. Ele foi responsável no ano de 2017 por somente 1 projeto de lei, 4 requerimentos e 6 indicações.

REGISTRO – Em momento algum o PM reformado procurou o jornal virtual para esclarecer a situação, após a publicação, limitando-se a tentar fazer um “desmentido”. Por outro lado, o jornalista Wilson Ogunhê alega ter o registro da conversa com Sadam, confirmando a notícia. “O vereador estava para sair do cargo sim. Isso foi afirmado pra mim pelo seu suplente. Não publico notícias irresponsáveis”, disse Ogunhê à Comarca.

Na outra ponta, o assessor da Secretaria de Turismo Reinaldo Caçapa preferiu mirar nos internautas que têm desferido críticas contra a atual situação da cidade. “Tem uns grupos aí do Facebook criado pras pessoas descerem “o pau” em Avaré. Vixe, pensa uma coisa que eu pego ar”, disse, através de uma postagem em sua página pessoal.

Ele dá uma dica aos críticos: “Uma dica grátis pra você que só sabe criticar nossa cidade, e não faz nada pra muda-lá: “A porta da rua é a serventia da casa”, traduzindo: vaza…Quem sabe você não é o problema de nossa cidade! Talvez você melhore e nossa cidade também! Que tal?”

CRISE – Ele joga a culpa na crise: “A nossa cidade simplesmente tá vivendo uma crise que assola o país inteiro…Pare de reclamar ou procure algum lugar melhor pra morar… Tem gente que não cuida nem da sua própria casa e quer falar da cidade!!!”. Ele credita o texto a Alex Gláucia Ferreira.

Finalmente, o secretário de Meio Ambiente Judesio Borges disse, na Interativa FM, que os jornais virtuais da cidade “deixarem a sociedade em desespero”, chegando a citá-los como “especuladores virtuais”.

Curiosamente Judésio, ante de se tornar secretário, era crítico ferrenho da família Silvestre e sempre recorreu aos órgãos de imprensa (inclusive a Comarca) para suas denúncias. Depois que assumiu a pasta e ganhou cargo público, deixou o ativismo de lado e tem se dedicado a defender o governo que antes criticava.

A afirmação dele ocorreu como resposta às cobranças em relação a obras fundamentais, como o reparo da erosão no Jardim Europa II, entre outras, que têm deixado a população dos bairros em situação de desespero, conforme amplamente noticiado. Segundo ele, o desespero seria causado pela ação do que ele chamou de “especuladores virtuais”. Mais detalhes na próxima edição da Comarca.

NOTA DA REDAÇÃO – Os três – Morelli, Caçapa e Borges – ao terceirizarem a culpa do governo ao qual pertencem, mostram o pouco compromisso público com as funções pela qual são regiamente pagos com dinheiro público. Eles parecem ignorar os profundos problemas enfrentados pela cidade, agravados pela falta de ações efetivas de um governo que sequer foi capaz de reduzir as filas para exames de Saúde ou então fornecer uniforme e materiais escolares a seus alunos, além de ter ignorado solenemente os reclamos de reajuste e reposição salarial de seus milhares de servidores. Os problemas se estendem praticamente para todos os setores da cidade, que vive um retrocesso a olhos vistos. A eles, “uma dica grátis”: quem tem cargo e função pública deveria perder menos tempo se ocupando com polêmicas com a imprensa e internautas e começar a honrar seus salários pagos com dinheiro dos suados impostos da população, para entregar trabalho e resultados, ao invés de retórica vazia e conversa para tentar agradar ao prefeito a quem chama de “patrão”.

08 jan 18
Voltar
Edição
Cadernão
Jornal A Comarca
Quer Falar com o Jornal A Comarca?

Endereço: Avenida Gilberto Filgueiras, 1402 - Avaré - SP
Cep: 18706-240

e-mail:
redacao@jornalacomarca.com.br
j.acomarca@terra.com.br
comercial@jornalacomarca.com.br

Telefones do Jornal A Comarca (14) 3733-2023 / 3733-2633

Desenvolvido por: Junqui Net